terça-feira, 17 de maio de 2016

Foto divulgação.
Foto divulgação.
Com o objetivo de garantir a segurança e conforto daqueles que usam transporte escolar particular, a Superintendência de Trânsito (Sutran) de Ilhéus mantém um rígido esquema de fiscalização, que consiste em vistoriar, a cada seis meses, todos os carros que operam nesse sistema. Durante a vistoria são verificados todos os itens de segurança, como extintor de incêndio, pneus, faróis, buzinas, cinto de segurança, o estado de conservação do veículo e a conduta ao volante do motorista. O cumprimento dessas exigências deve ser levado em conta no momento de contratar esse tipo de serviço.
 No primeiro semestre do ano, os veículos vistoriados e aprovados recebem o alvará, que deve estar estampado na lateral, bem como a faixa amarela com o nome “escolar”, afirma o superintendente municipal de Trânsito, Paulo Machado. Além disso, o condutor desse tipo de veículo precisa da habilitação na categoria D e de cadastro junto ao Departamento de Trânsito da Bahia (Detran/Ba).
Segurança – “Outro ponto importante é a conduta do motorista que presta esse tipo de serviço, salienta Paulo Machado”. Ele explica que, a cada seis meses, todos os condutores relacionados no município têm o histórico da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vistoriado e aqueles reincidentes em infração de trânsito média, grave ou gravíssima dentro deste período ficam impedidos de exercer a atividade por um ano.
 A relação dos motoristas que estão aptos para conduzir veículos de transporte escolar está disponível na internet, na página oficial da Sutran de Ilhéus (http://goo.gl/nUYP7E). Dessa forma, os pais de estudantes que optaram por usar esse tipo de serviço podem acompanhar a regularidade do cadastro, tanto dos motoristas, quanto dos veículos. Outras informações podem ser obtidas na sede da Sutran, na Avenida Roberto Santos, nº 86, (antiga Avenida Esperança), das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira. 

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.