segunda-feira, 20 de julho de 2015

A desocupação das 272 residências populares do Programa Habitar Brasil, ocupadas irregularmente no bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus, foi autorizada novamente pelo Poder Judiciário. O juiz Daniel Lima Falcão da 1º Vara da Fazenda Pública da Comarca de Ilhéus deferiu a liminar na última quarta-feira (15). Na decisão, o juiz informa que deverão ser adotadas todas as cautelas e providências para a desocupação ordeira e pacífica da área a ser reintegrada, devendo a equipe que efetuará a desocupação, ser comandada por pessoa com certificada capacitação em gerenciamento de crises. A ação judicial foi movida pela prefeitura de Ilhéus, em novembro de 2014, que quer destinar as casas aos moradores do local conhecido como rua do Mosquito, uma área de manguezal nas proximidades do Rodoviária de Ilhéus. 
agravo

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.