segunda-feira, 20 de julho de 2015

Uma criação da agência de publicidade Isobar Brasil vai muito além da propaganda: deverá, em breve, virar um produto da montadora Fiat. Mais um exemplo da combinação entre marketing e tecnologia, a Safe Key (ou chave de segurança deverá em breve passar a ser comercializada pela montadora italiana. A iniciativa foi finalista na premiação de inovação do último Cannes Lions - Festival Internacional de Criatividade, realizado em junho.

A Safe Key funciona da seguinte maneira: um dispositivo inserido dentro da chave mede, a partir de um sopro do dono, o teor alcoólico no sangue do motorista. Caso o dono do carro tenha bebido - vale lembrar que a tolerância ao álcool hoje é zero pela legislação brasileira -, a chave simplesmente não abrirá e o motorista terá de buscar uma alternativa para voltar para casa.

Segundo Fred Saldanha, vice-presidente de criação da Isobar Américas, naturalmente existem formas de o cliente burlar a chave de segurança - basta, por exemplo, que o motorista peça a um amigo que não tenha bebido para fazer o teste do “bafômetro” para que a chave instantaneamente se abra.

Uso consciente
Justamente para evitar que o dono da chave “traia” a proposta da Safe Key, a Isobar e a Fiat relacionaram o travamento da chave a um pedido de ajuda. Ao adquirir a chave, o cliente deverá cadastrar um amigo ou parente que o “socorrerá” quando a Safe Key travar. O consumidor poderá ainda optar por chamar automaticamente um táxi, por meio de aplicativo. A montadora pagará parte do valor da corrida.

Entre os potenciais clientes da novidade estão os pais que presenteiam os filhos com o primeiro automóvel. Embora possa ser burlada, a Safe Key pode ser um passo na conscientização sobre os perigos da combinação da ingestão de álcool - mesmo em pequenas quantidades - e a direção, na visão de Saldanha, da Isobar. “Acho que é mais uma ferramenta. É o tipo de assunto que precisa ser reforçado para que a conscientização vire o senso comum, como aconteceu com o uso do cinto de segurança.”

Segundo a agência, cerca de 7 mil mortes no trânsito tiveram relação com o consumo de álcool em 2014. Segundo João Ciaco, diretor de comunicação de marca da Fiat para a América Latina, a forma de comercialização da Safe Key ainda não foi definida, embora esteja certo que ela chegará ao mercado.

O executivo não definiu uma data para o início da venda do produto, mas o Estado apurou que o plano atual é que isso ocorra em 2016. Ciaco diz que diversos modelos estão sendo estudados. O produto poderá ser oferecido como um “mimo extra” na hora da venda do automóvel, como um opcional disponível no setor de pós-venda ou até ser incluída em alguma campanha promocional da marca.


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.