quarta-feira, 31 de maio de 2017


Atualmente, estamos acompanhando uma situação um tanto abusiva, as concessionárias de gás natural de cozinha, estão cobrando um valor em espécie abaixo do que em pagamentos em cartão de crédito, e isso tem indignado e provocado a chateação daqueles que depende do cartão de crédito para manter o mês inteiro por conta do salário mínimo ser insuficiente para todo o mês, ou naquele momento de emergência, e na tentativa de entender o que vem acontecendo, Aguilhotina, procurou os órgãos de defesa do consumidor, afim de apurar se essa prática é legal e detectamos que uma publicação da Medida Provisória (MP) nº 764/2016, os estabelecimentos passaram a poder diferenciar o preço de produtos e serviços a depender do meio de pagamento. 
Na prática, a MP autoriza a cobrança de valor mais alto para quem paga com cartão de crédito, prática abusiva na avaliação do Idec e da Associação Brasileira de Procons (Procons Brasil). 
Com isso, os nossos representantes político, vem dificultando cada vez mais o acesso ao básico, tornando nossas vidas quase que impossível com esses MP de maldade. 

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.