sábado, 15 de outubro de 2016

Uma dívida de R$ 6 mil foi a motivação para Givanildo Conceição dos Santos, Galego, de 40 anos, e Jorge de Jesus Oliveira, o Nego Jorge, 39, matarem e atearam fogo ao corpo do agricultor Carlos Florentino Delmontes, 74, em Canavieiras.

A dupla foi presa, nesta quinta-feira (13), na cidade de Santa Luzia, durante ação conjunta das delegacias territoriais (DTs) daquela cidade e de Canavieiras, cuja titularidade está a cargo do delegado Miguel Cicerelli. Foram os dois criminosos que indicaram à polícia o local onde estava o corpo do agricultor.

Givanildo trabalhava na propriedade rural da vítima de quem tomara dinheiro emprestado. Diante da demora em quitar a dívida, Carlos passou a cobrar Givanildo. Este, por sua vez, arquitetou o assassinato do agricultor e chamou Jorge para ajudá-lo.

No domingo (9), Givanildo e Jorge levaram a vítima até um local ermo e, depois de roubaram seu celular e outros pertences, a mataram a pauladas. Em seguida, cobriram seu corpo com pedaços madeira, jogaram gasolina e atearam fogo.

Givanildo e Jorge foram autuados em flagrante pelo delegado Cicerelli e encaminhados ao Presídio de Ilhéus.
Agravo


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.