sexta-feira, 13 de maio de 2016

RUA DO VILELA
Com a intensificação das chuvas, torna-se cada vez mais difícil o acesso das crianças e jovens ao Colégio Estadual Professor Fábio Araripe Goulart. Há alguns dias que a rua Padre João Borges fica simplesmente tomada pela lama, tornando impossível o acesso à escola.
Segundo o presidente da Associação dos Moradores do Teotônio Vilela, Makrisi Angeli, “há mais de três anos foi protocolado, no gabinete do prefeito, o ofício em que denunciava a situação em que se encontra o acesso à escola, infelizmente, até agora, nada foi feito”.
A prefeitura chegou até a anunciar em reportagem de TV que retomaria a obra logo após a colocação da rede de esgoto. Porém, passados dois anos da conclusão das obras da rede de esgoto, a prefeitura não retornou.
“A população quer saber”, declarou Makrisi, “onde está o dinheiro da licitação que foi feita e concluída para esta obra?”.
Makrisi acrescentou ainda que tem insistentemente enviado ofícios à prefeitura cobrando respostas sobre a obra licitada e nunca realizada, sem retorno. Enquanto isso, em tempos de epidemia de dengue, a população sofre com verdadeiros criadouros de mosquito, entulhos e a lama que se mistura ao esgoto em dias de chuva trazendo graves riscos à saúde, principalmente aos alunos que todos os dias passam pelo local.

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.