sexta-feira, 6 de maio de 2016

Por 15 votos a 5, a Comissão do Senado aprovou o relatório de continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Seriam necessários 11 votos a favor - maioria simples, para a aprovação do documento. A votação final será na próxima quarta feira (11). O parecer foi apresentado na última quarta-feira (4) pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que disse que a denúncia contra Dilma está de acordo com as leis. Na próxima semana, se aprovado em plenário, Dilma será afastada por até 180 dias e o vice-presidente Michel Temer assumirá o cargo. O julgamento da presidente no Senado será comandado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Ricardo Lewandowski, e Dilma Rousseff será notificada a comparecer. É preciso a aprovação de 54 dos 81 senadores. Caso Temer também caia até o fim de 2016, novas eleições serão realizadas dentro de 90 dias. Se Temer for afastado do cargo após 2016, o novo presidente será eleito pelo Congresso em até 30 dias.
rbn

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.