sábado, 5 de dezembro de 2015

O Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) identificou 68 assaltantes de banco com atuação na Bahia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, todos possuem mandados de prisão em aberto e suas fotos já estão disponíveis para consulta no aplicativo do Sistema de Informação para Proteção à Pessoa (SIPP), da Polícia Civil. Além dos 68 com prisão decretada, o Draco prendeu já prendeu, nos últimos 9 meses, 107 pessoas envolvidas em roubos a agências bancárias e explosões a terminais de autoatendimento no Estado. Dentre os mais procurados, estão José Francisco Lume, o ‘Zé de Lessa’, Rogério Santiago, o ‘Rogerinho’, e Gilvandro Lima dos Santos, o ‘Vando PC’ ou ‘Coroa’. De acordo com o delegado Jorge Figueiredo, diretor do Draco, ‘Zé de Lessa’ é o maior assaltante de bancos e carros fortes da Bahia e, hoje, é apontado como o maior fornecedor de drogas na capital e interior. Zé de Lessa está foragido desde janeiro de 2014, quando recebeu liberação da Justiça para fazer avaliação médica e retirar uma carta de recomendação profissional e não mais voltou. Integra o Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública. Integrante também do Baralho da SSP, ‘Rogerinho’ é adepto da modalidade criminosa ‘Novo Cangaço’, em que os assaltantes usam armamento pesado e fazem reféns nos ataques. É acusado também de explodir terminais de autoatendimento, participar de sequestros relâmpagos, roubar imagens sacras e tráfico de drogas. Gilvandro, que ainda não está no Baralho, é responsável por vários assaltos a bancos nos municípios de Barra da Estiva, Amargosa, Castro Alves e Ituberá. Veja aqui a lista dos mais procurados.


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.