Vídeo ofensivo compartilhado em redes sociais contra Vereador Paulo Carqueija provoca indignação nos parlamentares da Câmara Municipal de Ilhéus

Na sessão ordinária da terça-feira, 02, o grande expediente foi marcado por um assunto em comum. A fala da maioria dos vereadores foi direcionada contra um vídeo que foi veiculado nas redes sociais, na segunda-feira, dia 1º, contendo um discurso violento, ofensivo e calunioso por parte de alguns integrantes da Associação Recreativa Turma do Chap Chap contra o vereador Paulo Carqueija que ainda perplexo com a situação, foi a público, para expressar o seu repúdio e indignação com a repercussão do vídeo em questão.

Em sua fala, Carqueija descreveu o vídeo, trouxe provas contra as acusações deferidas contra ele durante o ataque e desabafou, lamentando o constrangimento que esse tipo de desrespeito provoca nos familiares, amigos e conhecidos de uma pessoa pública como um vereador. “Estas pessoas visivelmente alcoolizadas externaram xingamentos e ofensas à minha pessoa injustamente. Eu fiquei indignado!” se entristece o edil e afirma que as razões para a manifestação se devem à negação do pedido formulado pela própria associação e direcionado ao Prefeito Mário no primeiro semestre do ano passado, solicitando à Prefeitura Municipal de Ilhéus que a mesma doasse o prédio onde funcionava a Escola Pequeno Príncipe, no Bairro da Conquista, para a Associação Recreativa Turma do Chap Chap.

“Esse pedido nunca tramitou por esta Câmara, foi negado por decisão monocrática, após consulta à procuradoria do Município, pelo então secretário de Planejamento, o Sr. José Nazal”, explicou Paulo Carqueija, se posicionando também contra a ocupação, segundo ele, por uma questão de coerência, “sou totalmente contra a doação de bens imóveis públicos da PMI para grupos privados, o poder público não pode doar seus imóveis enquanto estiver gastando fortunas com aluguéis a particulares e esta sempre foi uma das minhas lutas aqui dentro”, reforçou.

Para concluir, o parlamentar retificou que a decisão de se colocar contra a ocupação da antiga Escola Pequeno Príncipe pela Turma do Chap Chap não se trata de um posicionamento específico contra a associação, mas de uma postura ampla que tem adotado em relação a todas as situações que envolvem a coisa pública e a economia da PMI com aluguéis de imóveis. Afirmou também que pretende buscar “o amparo e a correção que a justiça possa oferecer no caso” e que “tudo mais não passam de fofocas e especulações”.

A maioria dos parlamentares se pronunciou em solidariedade e defesa do vereador Paulo Carqueija. O presidente vereador Lukas Paiva, por exemplo, afirmou estar estarrecido com tamanha falta de respeito

Compartilhe este artigo :

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. Blog A Guilhotina - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger