sexta-feira, 4 de agosto de 2017


Jornal do Brasil

Um advogado - Felisberto Odilon Córdova - acusou, durante julgamento realizado na quinta-feira (3), na 1ª Câmara de Direito Cível em Florianópolis, o desembargador Eduardo Gallo de ter feito uma proposta de R$ 700 mil para julgar favoravelmente os interesses do cliente.

Durante sua sustentação oral, Felisberto Odilon Córdova se referiu diretamente ao desembargador Eduardo Gallo, relator do processo, e afirmou: "O julgamento que está acontecendo aqui é comprado. Eu estou fazendo uma denúncia. Esse cidadão foi abordado com uma proposta que veio do Rio de Janeiro, para receber R$ 500 mil, R$ 250 mil antes, R$ 250 mil depois, e o descarado [Gallo] chegou a mandar para o nosso escritório uma contraproposta, que poderíamos cobrir isso por R$ 700 mil", afirmou. "Isso aqui não é o Senado! Não é a Câmara de Deputados! É um Tribunal de Justiça! E é preciso que a moralidade surja e venha a termo!", disse, exaltado.

O presidente em exercício do TJ-SC disse estar ciente dos fatos e que vai analisar o caso para tomar as providências cabíveis.



0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.