quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Homem preso passava dinheiro falso na rodoviária de Ubaitaba

A Guarnição Alfa do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) da 61ª Cipm/Ubaitaba prendeu, na manhã desta quinta-feira (07), em Ubaitaba, um homem identificado como João Batista Soares Ramos, de 25 anos, residente em Itapevi, São Paulo, acusado de passar notas falsas a um comerciante no Terminal Rodoviário de Ubaitaba, onde embarcaria para Igrapiúna, para casa da noiva. Segundo informações da Polícia Militar, João comprou dois quilos de requeijão num comércio instalado na Rodoviária e deu a nota falsa. Momentos depois o comerciante percebeu a fraude e acionou a PM, que prendeu João e o conduziu à delegacia de Ubaitaba. Com o acusado, a Polícia apreendeu diversas notas falsas. À PM, o homem disse que pagou pelas notas falas a um amigo em São Paulo. A Polícia Civil investiga o caso.
Ubatã Notícias

Homicídios em Ubatã e Eunápolis

Na noite desta terça-feira (5), um jovem identificado apenas pelo prenome Lucas (foto), idade ignorada, foi encontrado morto na região da Várzea, em Ubatã. Segundo informações de populares, Lucas caminhava em uma das ruas do local, quando foi surpreendido por homens que estavam em duas motocicletas, que não foram identificadas. Os homens deflagraram diversos tiros contra a vítima, que tentou fugir, mas morreu alguns metros depois. Como não houve confirmação da vítima ter sido atingida pelas balas, existe ainda a possibilidade do jovem na fuga ter sido eletrocutado em uma cerca elétrica. A polícia civil vai investigar o caso. Em Eunápolis, no bairro Pequi, Daniel Santos Souza, de 16 anos, foi atingido por vários tiros enquanto jogava dominó com outras pessoas em uma calçada na rua Central. De acordo com informações que a Polícia Militar apurou junto a testemunhas, dois homens, que estavam a pé, se aproximaram do grupo e atiraram na direção do jovem. Mesmo ferido, Daniel ainda correu por cerca de 10 metros, mas acabou caindo. Já no chão, o rapaz continuou sendo baleado. A morte foi imediata. Uma equipe da Polícia Militar que realizava ronda pelas imediações por pouco não conseguiu pegar os assassinos. Eles ainda foram perseguidos, mas conseguiram entrar em uma ribanceira a 50 metros de onde cometeram o homicídio. Perto do corpo de Daniel os policiais encontraram cápsulas de pistola calibre 380.
Ubatã Realidade e Radar64

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.