segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Terezinha Aparecida Barbosa, de 62 anos, foi queimada viva pelo próprio marido, Caíque Lima de Souza, de 30 anos, em Ibirapitanga, no sul da Bahia, neste final de semana. Terezinha e Caíque residiam em São Paulo e estavam no município baiano a passeio. De acordo com a polícia, o crime foi tramado por Caíque com o amigo Jocimar Rodrigues Santos, 26, preso na manhã de sábado (14). Caíque está foragido.

Para matar a esposa, Caíque amontou quatro pneus e colocou o corpo da vítima dentro, ateando fogo em seguida. O corpo ficou totalmente carbonizado. O plano do jovem foi descoberto, após denúncia do padrasto, que desconfiou da movimentação de Caíque na sexta, dia em que ele teria ateado fogo no corpo da esposa.

Pimenta


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.