segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Eleição do conselho no Colégio estadual, bairro do Malhado, registrou toda confusão.

Eleição do conselho no Colégio estadual, bairro do Malhado, registrou muita confusão.

A eleição dos conselhos tutelares que ocorrem neste domingo (04), de forma unificada em todo o país, em Ilhéus foi marcada por muita confusão e acusações de fraude, além de favorecimento de candidatos ligados ao governo municipal.

Os Tribunais Regionais Eleitorais em todo o país, forneceram diversas urnas eletrônicas para a eleição dos conselhos tutelares , menos em Ilhéus, que foi usado cédulas de papel, sob a fiscalização muitas vezes feitas por cargos comissionados e contratos da secretaria municipal de assistência social. Uma falha que comprometeu lisura da eleição!

A eleição do conselho tutelar de Ilhéus se divide em três zonas, a norte, sul e Centro-oeste.
Também pode ser visto inúmeros ônibus disponibilizados por vereadores e membros do governo municipal Jabista, para transporte de eleitores para favorecer seus candidatos.

A denúncia mais grave partiu do candidato da zona Centro Oeste, Alex Masselli, que afirmou em vídeo que seu nome não apareceu na cédula de votação, e muitos eleitores se dirigiram para votação com a cédula pronta.

Jorge Maravilha, que é conselheiro e tenta a reeleição pela zona Centro-Oeste, em contato com o Blog Agravo, confirmou as acusações de Alex, que vários eleitores já chegavam às sessões com cédulas prontas. “Como essas cédulas vazaram para essas pessoas? O ministério público foi acionado e as eleições da zona Centro-Oeste foram suspensas”, informou Jorge.

Criados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os conselhos tutelares são responsáveis por zelar pelos direitos dos jovens.

Questões como conflitos familiares gerados pelo uso de drogas por adolescentes e casos de abusos sexuais, estão entre as principais demandas desse conselho. As denúncias chegam pela procura espontânea da população, por meio de órgãos como os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa). Os conselheiros também recebem denúncias registradas no Disque 100.

agravo


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.