terça-feira, 19 de maio de 2015

Kevine Amaral Silva (na foto, com o esposo Cleiton) deu entrada no Hospital São José, na cidade de Ilhéus, sentindo dores. Lá na Maternidade Santa Helena ela deveria passar por uma cirurgia cesariana urgente para retirada do bebê. O procedimento foi feito pelo SUS e parecia um parto comum, porém Kevine Amaral passou a sofrer maus tratos por parte dos enfermeiros e o médico Ricardo Lira, que aparentava desequilíbrio no momento do parto. Com o bisturi nas mãos, começou a cortar a barriga da parturiente de qualquer jeito, chegando ao ponto de atingir a cabeça da criança. O corte na cabeça do bebê pegou cinco pontos, sangrou muito e o caso foi registrado no plantão da 7ª Coorpin, em Ilhéus. O médico Ricardo Lira, será indiciado em Inquérito Policial e responderá por tentativa de homicídio.

Una News


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.