quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Os vendedores ambulantes que vão trabalhar no Carnaval Cultural de Ilhéus, programado para acontecer na Avenida Soares Lopes, no período de 14 a 17 deste mês, participaram de reunião na tarde desta quarta-feira, 11, no auditório da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), no centro da cidade. Durante o encontro, que foi promovido pela Setur, em parceria com as secretarias de Saúde (Sesau) e Indústria e Comércio (Sedic), a Vigilância Sanitária do Município orientou sobre a comercialização de alimentos e bebidas. Ao todo, o evento contará com a participação de 28 ambulantes e 50 barracas.

De acordo com a responsável pelo setor em Ilhéus, Cathianne Sacramento, as instruções repassadas aos vendedores ambulantes foram baseadas na Resolução 216, emitida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 2004. “Baseados nesta legislação, fizemos uma série de orientações sobre o acondicionamento e a comercialização dos alimentos perecíveis, como carnes, queijos e salgados em geral. Além disso, falamos sobre o processo de higienização dos locais de venda e dos próprios comerciantes, que devem usar luvas e toucas”, acrescenta Katiane.

Na oportunidade, Sacramento também demonstrou a importância dos comerciantes utilizarem alguns equipamentos simples, mas que contribuem para a racionalização do processo de limpeza, como, por exemplo, lixeiras com pedais e tampas. “O tratamento correto destinado ao lixo produzido durante os quatro dias do evento possui grande relevância. Outra coisa importante reside no fato de que a pessoa que manipula os alimentos não pode ser a mesma que vai manusear o dinheiro”, completa a chefe do setor.

Orientações da Polícia Militar - Presente à reunião, o comandante da 68ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), Major José Diógenes Câmara, também forneceu orientações. “Mais uma vez, solicitamos que os vendedores não comercializem bebidas alcoólicas em garrafas de vidro, mas, apenas e tão-somente, em latas. Também estamos pedindo que os comerciantes de churrasquinhos só entreguem esses produtos a seus clientes em pratos de plástico e não nos espetos, que, posteriormente, podem ser usados para ferir outras pessoas no circuito do evento”, completou. Ao todo, segundo o secretário municipal de Indústria e Comércio (Sedic), Roberto Garcia, o evento contará com a participação de 28 ambulantes e 50 barracas de bebidas e comidas.


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.