sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Menores armados apreendidos em Ilhéus

Dois menores foram apreendidos por policias lotados na 68ª Companhia Independente da Policia Militar de Ilhéus. Eles portavam um revolver calibre 38 e uma faca tipo peixeira da marca Kiui. Os dois foram levados à delegacia da 7ª Coorpin, no centro da cidade, onde foram entregues a autoridade policial de plantão e, em seguida, devolvido aos pais.

rbn

 

Garoto de 14 anos é assassinado com seis tiros em Teixeira

Por volta das 19h00, desta quinta-feira (19), Alex Santos Ferraz, (Rabicó), 14 anos, foi assassinado a tiros, na rua D, no bairro Residencial Ramalho. Segundo o perito Garrido, a vítima foi atingida por seis tiros de arma de fogo, calibre 38. Testemunhas informaram que dois desconhecidos se aproximaram do menor em uma motocicleta. O carona desceu e efetuou os disparos. O adolescente ainda correu, mas caiu dentro de um bar. Os atiradores fugiram sem deixar pistas. Várias guarnições efetuaram buscas na localidade, mas, ninguém foi preso. Segundo o delegado Kleber, apesar da pouca idade do garoto, ele já tinha várias passagens por tráfico e que essa é a primeira linha de investigação. O delegado pede para que se alguém tiver qualquer informação, que denuncie através dos números 197 [Polícia Civil] ou 190 [Polícia Militar]. Um inquérito policial já foi instaurado para apurar as circunstâncias do crime.

Liberdade News

 

Pedreiro é raptado e morto após negociar serviço com policial

Um homem identificado como Felipe Rodrigues de Almeida, 25 anos, morador do bairro do Cají, em Lauro de Freitas, foi raptado por bandidos na noite desta terça-feira (17), em frente à uma igreja evangélica, próxima à residência onde morava com a avó. Depois de dois dias procurando o rapaz, no final da tarde desta quinta-feira (19), a família encontrou o corpo de Felipe, após ser informada por populares que estaria na Estrada de Bambuzal, no mesmo bairro. Felipe foi morto após negociar serviços de pedreiro com um policial. Segundo informações dos familiares, Felipe estava sendo ameaçado há meses por criminosos da região desde quando começou a fazer serviços de pedreiro para um policial. Segundo a família, os criminosos alegavam que o pedreiro era um informante. A casa da avó foi apedrejada durante uma das ameaças. Depois disso, Felipe foi para a casa de um amigo em São Paulo, com medo das retaliações. Porém, após sofrer um atropelamento, teve que voltar à casa da avó para se recuperar. Ainda com a perna quebrada e usando muleta, ele foi raptado. Populares informaram à família de Felipe que homens armados desceram de um carro não identificado e obrigaram o rapaz a entrar no veículo. O caso foi registrado na 27 ª Delegacia Territorial (DT) do bairro de Itinga. Ainda segundo a família do rapaz, ele não tinha nenhum envolvimento com o crime.

Bocão


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.