Homicida é baleado e morre no Hospital Costa do Cacau

Com mandado de prisão decretado pela justiça, por suspeita de um assalto cometido no comércio de Eunápolis, há mais de um ano, Bruno Nascimento Reis morreu nesta segunda-feira (12), no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus. Bruno, que tinha 25 anos, foi baleado na madrugada de domingo (11), no município de São José da Vitória. Poucos minutos antes, segundo a polícia, ele e um comparsa mataram uma mulher naquela localidade. Flávia Peneiro da Silva, 21 anos, participava de uma festa, quando foi atingida por um tiro no tórax. O amigo dela, Emanuel Silva Pinto, 25 anos, ficou ferido na perna direita. Na fuga, em um carro que havia roubado na noite do dia anterior, em Itabuna, Bruno e o companheiro pararam em um posto de combustível. Foi quando um grupo ainda não identificado, em um carro vermelho, se aproximou e atirou no veículo. Somente Bruno foi atingido. O amigo escapou. No hospital, diz a polícia, Bruno tentou retirar as sondas, provavelmente com o intuito de tentar fugir, mas não conseguiu. Quando os médicos perceberam que o paciente havia retirado os equipamentos, o seu quadro de saúde já era grave. A evolução para óbito foi rápida.
Para a polícia, uma das linhas de investigação é que Bruno tenha matado Flávia porque não aceitava o fim de um namoro. No entanto, a família da jovem diz que não o conhecia e não acredita que os dois tivessem qualquer tipo de relacionamento. A outra hipótese é que ele tentou atirar em outra pessoa, em uma guerra pelo domínio do tráfico de drogas, mas Flávia e Emanuel tenham sido atingidos por bala perdida. De acordo com delegado, exame de balística pode determinar setiro que matou Flávia partiu da arma encontrada com Brun. O revólver calibre 32, encontrado com Bruno, vai ser periciado. De acordo com o delegado Clodovil Moreira, um exame de balística pode determinar se o tiro que matou Flávia partiu desta arma. O assalto à loja Max Shop, na Avenida Porto Seguro, centro de Eunápolis, ocorrido em agosto de 2017, foi registrado por câmeras de segurança. As imagens mostram que Bruno e um adolescente de 16 anos roubaram cerca de R$ 3 mil. O menor acabou apreendido e delatou Bruno. O delegado Hermano Costa, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos, solicitou a sua prisão preventiva, decretada pela 1ª Vara Crime. Desde então, o acusado está foragido. Bruno morava no Recanto das Árvores, em Eunápolis. Flávia residia em Buerarema, mas tinha ido passar o fim de semana em São José da Vitória. (Radar64)

Compartilhe este artigo :

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. Blog A Guilhotina - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger