quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Tiquinho tomba em confronto com a Civil no Salobrinho

 

Na noite desta quarta-feira (25), Rodrigo Paiva Santos, o Tiquinho, de 23 anos, e Paulinho , membros da facção Raio A, morreram em confronto com as polícias civil e militar. O fugitivo do presídio, que vinha sendo procurado desde 20 de abril de 2014, trocou tiros com policiais civis e da Cipe Cacaueira. Tiquinho, que era preso provisório, era considerado altamente perigoso, sendo acusado de diferentes crimes. Ele também é investigado pela morte de Renilda Lima da Hora, mais conhecida como Reni do Acarajé, 40 anos, que morreu após ser baleada no bairro Antique em junho de 2014. Reni não possuía envolvimento com crimes ou drogas. Rodrigo Tiquinho e outros internos do presídio cavaram um túnel utilizando pás de ventiladores. Os detentos usaram uma espécie de gambiarra, um fio com diversas lâmpadas, para iluminar o túnel. Além disso, um ventilador foi usado para ventilação do buraco.

rbn

 

Estuprou mãe, filha e amiga das duas

Um mototaxista foi preso nesta terça-feira (24) pelo estupro de três mulheres de uma só vez em Alagoinhas, a cerca de 120 quilômetros de Salvador. Esta é a segunda vez que Cleelton Santos Conceição, de 32 anos, é preso pelo crime de estupro. A primeira foi em 2012. As vítimas, uma mulher de 39 anos, sua filha de 14, e ainda uma amiga das duas, de 19, reconheceram o acusado por meio de fotografias, na unidade policial. O crime aconteceu no dia 23 de janeiro deste ano, dentro de um terreno baldio, no bairro de Alagoinhas Velha. A bordo de uma motocicleta, Cleelton abordou as vítimas com um revólver, por volta das 22h. Após consumar o estupro, fugiu levando os pertences das três mulheres. Segundo informações do delegado Jobson Lucas Marques, coordenador da 2ª Coorpin/Alagoinhas, Cleelton respondia em liberdade pelos crimes anteriores há seis meses, depois de passar um ano e dois meses preso. Além do mandado de prisão, também foi expedido um mandado de busca e apreensão na residência do criminoso, na Rua São Marcos, Jardim Petrolar. Ali, a polícia apreendeu perfumes, capacetes, celulares e roupas íntimas que, possivelmente, pertencem às vítimas. O agressor já foi encaminhado ao sistema prisional. 

Correio


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.