quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Um túnel de cerca de 10 metros foi descoberto nesta quarta-feira (7) no presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, no sul da Bahia. Com a descoberta, uma fuga em massa foi impedida no local.

A Polícia Militar acredita que o túnel começou a ser aberto há dois meses, mas não foi visto antes porque estava camuflado. O buraco liga um dos módulos da cadeia até a parte externa da cadeia. No Módulo 1, ficam detidos 240 presos, incluindo alguns ligados a uma facção criminosa. A PM está reforçando a segurança no local.

(Foto: Divulgação)

A suspeita é que os detentos tenham usados peças e objetos como ferramentas para conseguir abrir o túnel. Agora, a direção do presídio vai trabalhar para identificar que presos participaram da escavação.

A área do buraco foi isolada.

A reportagem não conseguiu contato com a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) para comentar o caso.

correio


0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.