terça-feira, 13 de setembro de 2016

Entre os dias 19 e 30 de setembro ocorre, na Bahia, a Campanha de Multivacinação. Ao todo, 14 tipos de vacina serão oferecidas, para crianças menores de cinco anos e até nove anos, e adolescentes entre 10 anos e menores de 15 (14 anos, 11 meses e 29 dias). Serão 3.345 postos de vacinação em todo o estado. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) irá divulgar até sexta-feira (16) a localização desse postos em Salvador.

Resultado de imagem para vacinação ebc

Foto: Arquivo EBC

A campanha faz parte do Programa Estadual de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), e tem por objetivo resgatar crianças e adolescentes não vacinados ou complementar o esquema de vacinação. A campanha também visa manter erradicadas as doenças imunopreveníveis, todas aquelas que podem ser prevenidas através de vacina, como poliomelite, meningite e rubéola.

“A estratégia é realizar em curto espaço de tempo as ações necessárias para oferecer à população alvo as vacinas de rotina, a fim de melhorar a cobertura vacinal e otimizar a logística dos serviços de saúde”, explica Ramon Saavedra, coordenador do programa. A Sesab recomenda que todos os pacientes estejam portando o a Caderneta de Vacinação.

Veja a lista das vacinas disponíveis

BCG: dose única, disponível para crianças menores de 5 anos 

Hepatite B: para crianças de até um mês não vacinadas.  

Penta e Vip: são para crianças entre dois meses e menores de cinco anos. Ambas devem ser dadas em três doses, com intervalos de dois meses entre elas.

Vacina Oral de Poliomelite Bivalente (VOPb): disponível para crianças de 15 meses e menores de cinco anos. O primeiro reforço deve ser dado aos 15 meses e o segundo aos 4 anos. A VOPb esta substituindo a  Vacina Oral de Poliomelite Trivalente (VOPt), portanto deve ser ministrada apenas nas crianças que ainda não tem o primeiro e segundo reforço.

Rotavírus humano: crianças entre um mês e 15 dias e três meses e 15 dias. Aquelas maiores de três meses e 15 dias, já poderão tomar a segunda dose.

Pneumocócica 10 valente: as duas doses podem ser ministrada em crianças de até dois meses, com intervalo de 60 dias entre elas, além do reforço que pode ser dado entre um e quatro anos. 

Meningocócica C conjugada: disponível para crianças a partir de três meses, em duas doses, com intervalo de 60 dias entre elas. O reforço deve ser dado, preferencialmente aos 12 meses, porém pode ser aplicado até os quatro anos.

Febre Amarela: deve ser tomada por crianças residentes ou viajantes, a partir dos nove meses, com reforço aos quatro anos.

Tríplice Viral: primeira dose deve ser dada quando a criança completar um ano, e a segunda dose quando ela estiver com um ano e três meses, junto com a varicela (atenuada). A segunda dose pode ser aplicada até 1 ano e 11 meses. 

Vacina Tríplice Bacteriana (DPT): primeiro reforço para crianças com um ano e três meses e o segundo para menores de cinco anos. 

Hepatite A: a criança deve receber com um anos e três meses, e pode tomar até 1 ano, 11 meses e 29 dias 

HPV: para adolescentes entre 9 anos e menores de 15
correio

0 comentários:

Postar um comentário

O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.